Familias Monoparentais

Famílias monoparentais ou monomarentais, são aquelas na qual um progenitor convive com e é o único/a responsável pelos seus filhos e filhas menores ou dependentes. Aqui se fala de “lar monoparental”, núcleo principal ou primário. Uma porcentagem dos núcleos monoparentais está incluída dentro de uma família complexa na qual há um casal, frequentemente constituída pelos avós das crianças. Neste caso se fala de núcleo monoparental secundário ou dependente.
As famílias monoparentais são profundamente diversas entre si. Tomemos como exemplo as siguintes situações que constituiriam núcleos monoparentais e que configuram famílias muito diferentes conforme suas condições de vida:
o    A mãe adolescente com seu bebê, vivendo ambos com os avós.

o    A mãe separada que vive con seus dois filhos de 6 e 10 anos e trabalha limpando casas por horas [e trabalha como diarista].
o    O obrero de 55 anos, viúvo, que vive com seu filho menor de 17 anos.
o    A mulher profissional liberal de 40 anos que adotou uma filha de cinco anos.
o    Efetuando esta perspectiva geral da situação atual das famílias na Espanha e em concreto das famílias monoparentais (In M. Mar González, Proyecto Renova 2.000), nos interessa particularmente a realidade das “mães solteiras”

“AS MÃES SOLTEIRAS”

A partir de nossa experiência junto ao coletivo de mães solteiras, observamos uma série de dificuldades que experimentam as mulheres que afrontam sozinhas a maternidade. Algumas destas dificuldades são comuns às experimentadas por outros tipos de famílias monoparentais e outras são peculiares da condição atual das “mães solteiras”.
Nos Estatutos da associação, figura a necessidade de ser “mãe solteira” para pertencer à Junta Diretiva, esta cláusula se efetuou como salvaguarda para que esta não perdesse seu caráter reivindicativo, e terminasse transformando-se, como infelizmente ocorre com freqüência, numa Associação "fantasma", meramente receptora de incentivos e patrocínios. Desde esta perspectiva, as atividades que durante todos estes anos a Associação levou a cabo, procuraram atender a todos os aspectos que a “mãe solteira” por sua condição de família monoparental e mulher engloba. Muitos destes aspectos são compartidos pelo resto de coletivos de mulheres, assim os programas desenvolvidos sempre estiveram abertos a todas aquelas mulheres que quisessem partícipar. Inclusive existem programas específicos que se desenvolvem dirigidos aos menores (meninos e meninas).
Esta Associação sempre procurou e seguirá procurando ser solidária com o resto de Organizações de mulheres, colaborando ou integrando-se em todas aquelas iniciativas que possa abordar desde seu âmbito de atuação.
No ano de 92, decidimos empreender uma vía para poder auto-financiar a Associação. Criamos a Empresa "Isadora Duncan S.L.". Esta empresa esteve constituida por membros diretamente vinculados à Associação, e seu objetivo principal foi o de proporcionar emprego a mulheres com cargas familiares excessivas. O Estatuto não previa o reparto de benefícios, mas que se destinassem integralmente à Associação "Isadora Duncan" sem ânimo de lucro. Durante 10 anos esta empresa foi contratada pelas prefeituras de León e Zamora prestando serviços de Ajuda a Domicílio em várias zonas rurais de León e Zamora. A maior parte dos serviços prestados pela Associação, estão auto-financiados e são gratuitos. Graças a este autofinanciamento esta Associação pôde tornar real um sonho: a compra de um local, onde se realizam todas as atividades e serviços apresentados nesta página.
No final de 2006 demos mais um passo criando a Fundação de Famílias Monoparentais Isadora Duncan, figura jurídica que permite a realização dos fututos projetos, que seguirão a mesma linha mantida desde o início de nossa atuação.